Exposição

Oxidação | Aldones Nino
31 de maio a 14 de junho de 2019 | Horário: 09h00 – 19h00 
Galeria Benedito Nunes | Fundação Cultural do Pará
Av. Gentil Bittencourt, 650 | Belém – Pará | Entrada Franca

Guilherme de Paulo Siqueira  
Museólogo e Mestrando pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil CPDOC/FGV-RJ

De que forma uma leitura atenta do cotidiano, realizada através de um exercício do olhar sobre ações espontâneas e inconscientes; é capaz de revelar percursos que de alguma forma encontram-se entrelaçados – difíceis de discernir – e que unem tempos, espaços e memórias na constituição do que somos, como somos e porque somos? Esse mergulho em nós mesmos pode se dar naturalmente em momentos distintos de nossas vidas.

Momentos em que, confrontados pela própria existência, somos apresentados a perspectivas que habitam, moldam e constituem um corpo que sempre esteve presente de forma familiar, mas que nunca antes foi conhecido assim, sozinho.

A solitude nos faz compreender distâncias, enxergar diferenças, perceber ausências daquilo que um dia esteve perto, e dos caminhos que fazem sentido. Ela também nos auxilia a navegar sob um céu sem nuvens, limpo de dúvidas, por entre costuras que amarram o tempo e ancoram memórias. Memórias do tempo presente, memórias antigas de uma história que mesmo corroída resiste. Os trabalhos de Aldones Nino aqui reunidos, tensionam memórias silenciosas e marginais há muito soterradas, que disputam e evidenciam as estruturas daquilo que nos faz ser o que é.

Diante deste contexto de buscas e constantes reconstruções da identidade, atravessam questões acerca de fronteiras e narrativas. Da sobreposição de práticas e imagens ligadas a herança da colônia e do império, maculadas por percepções enraizadas na vida social.

Oxidação, nesse sentido, é aqui entendida como um processo natural e universal de corrosão dos corpos e das formas tradicionais de interação com o mundo. É marca também da passagem irrefreável do tempo, que transforma lentamente a matéria original do prego, da tela, dos livros; em objetos que podem ser lidos e transcritos em versos e mapas que nos revelam mais sobre nós do que sobre eles próprios.



A Pregação (The Preaching) | 2018
Livro e pregos (Book and nails
Dimensões (Dimensions):  24,4 com x 17 cm  x 4 cm

Roteiro #1 (Itinerary #1)
Técnica Mista (Mixed technique)
Impressão sobre tecido e bordado (Printing on fabric and embroidery)
Dimensões (Dimensions): 99 cm x 89 cm

ALDONES NINO| Doutorando em Historia y Arte pela Escuela Internacional de Posgrado de la Universidad de Granada e pelo Programa de Pós Graduação em Artes Visuais da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Suas pesquisas articulam interesses em filosofia e arte contemporânea, especialmente a produção relacionada ao corpo e ao pensamento decolonial, considerando a produção artística junto a suas condições de instauração, institucionalização e circulação. Desenvolve trabalhos teóricos e práticos sobre a relação entre história da arte e a decolonialidade. O caminho traçado entre o exercício acadêmico e a prática artística tem um foco especial na cultura de imagens que se relacionam com o corpo, territórios e questões políticas. Através das diversas possibilidades oferecidas pelas práticas artísticas contemporâneas, mistura teorias, ideias e linguagens.

CRÉDITOS

Governo do Estado do Pará
Governador | Helder Barbalho
Vice-Governador | Lúcio Vale

Fundação Cultural do Estado do Pará
Presidente | João Marques
Diretor de Interação Cultural | Almir SantosGaleria Benedito Nunes

Equipe
Eliane Moura João Paulo do Amaral | Renato Torres

Estágiários
Lua Portugal | Marco Serrão | Rafaela Carneiro

Expografia e Edição
João Paulo do Amaral 
Eliane Moura 

Paisagista pela Escola de Belas Artes/Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestre em Ciências da Arquitetura pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura – ProArq – FAU/UFRJ. Doutor em Planejamento Urbano e Regional pelo Programa de Pós-Graduação de Planejamento Urbano e Regional ? IPPUR/UFRJ. Professor Adjunto da Escola de Belas Artes/UFRJ, no Curso de História da Arte. Atua como Coordenador do Grupo de Pesquisas História do Paisagismo- EBA/UFRJ.

Escola de Belas Artes| Universidade Federal do Rio de Janeiro