Arte sobre o signo da Tanatologia

Morte e cultura visual na cidade

O curso consiste em refletir as múltiplas dimensões que a morte desencadeia no ambiente urbano, tendo em perspectiva as possíveis relações existentes entre o campo de estudos das artes visuais e a ciência da tanatologia, segundo a qual Thânatos, o deus grego, simboliza o aspecto perecível da vida, a impermanência da existência, como também a revelação de algo que viria a seguir, sendo sua função receber aqueles que morriam, acolhê-los e não matá-los. Diante disso, os estados fúnebres da paisagem serão analisados a partir de lugares, artefatos e ações que ganham forma, conteúdo, sentido e movimento, seja no âmbito das artes visuais, nos hábitos e tradições de diferentes culturas. Diante deste panorama, cidade e sociedade, arte e paisagem, morte e luto surgem como elementos centrais para se compreender a relação do homem com os símbolos, os signos e os ritos que se manifestam no desenho da paisagem e assim, reafirmam as fronteiras da existência humana.

 


CONCEITO DO CURSO | Palestras com suporte audiovisual e leituras dirigidas/debates cujo objetivo visa estabelecer um panorama sobre as relações entre morte e paisagem sobretudo, as inscritas à esfera das artes visuais e da cultura material produzida pela sociedade a partir da perspectiva transhistórica. O curso está vinculado ao projeto Cemitérios: lugar de dor, luto e memórias paisagísticas do Grupo de pesquisas Paisagens Híbridas da Escola de Belas Artes (EBA/UFRJ).


RECORTE TEMÁTICO DO MÓDULO | PRESENÇA DA MORTE NA CIDADE

Sessão I – Arte e cultura visual sob o signo da tanatologia
Sessão II – A morte, o morrer e suas manifestações no urbano
Sessão III – A arquitetura da cidade e os “estados fúnebres” da paisagem
Sessão IV – Calendário dos mortos: símbolos e representações da finitude humana no ambiente urbano

Estrutura:  Quarto sessões aula de 90 minutos

Metodologia: Aulas expositivas, recursos audiovisuais, programa de Leitura dirigida e debates


INSCRIÇÕES: paisagenshibridas@gmail.com
Inscrições serão recebidas até o dia 13 de maio de 2017


Professores

Rubens de Andrade - EBA UFRJ

Rubens de Andrade – EBA UFRJ

Aldones nino Silva - Filósofo UFRJ

Aldones nino Silva – Filósofo UFRJ

 

 

 

 

 

 

 

 


LOCAL: Instituto Kreatori – Rua Alice, 209, Laranjeiras – Rio de Janeiro.


COORDENAÇÃO: Rubens de Andrade e Aldones Nino

PRODUÇÃO: Luan Machado (Instituto Kreatori)

REALIZAÇÃO: Instituto Kreatori
Projeto Cemitérios: lugar de dor, luto e memórias paisagísticas
Grupo de Pesquisas Paisagens Híbridas (GPHP -EBA/UFRJ)


Compartilhar